segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Projeto Brinquedoteca: Espaço de apropriação / construção de metodologias a partir da cultura lúdica amazônica

Entrevista cedida pela Prof. Dr. Lucília Matos - Professora do Curso de Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal do Pará e Coordenadora do Projeto Brinquedoteca / LACOR

Qual o objetivo do projeto?

Estimular a qualificação para a ação pedagógica de educadores e educandos de escolas públicas e/ou comunitárias tendo a cultura lúdica dos participantes, as manifestações lúdicas amazônicas e a produção teórica sobre ludicidade e educação como referencial mediador do conhecimento e de novas metodologias no fortalecimento do vínculo entre teoria e prática pedagógica e o conhecimento da realidade regional no campo dos brinquedos, brincadeiras e experiências pedagógicas lúdicas.


O Projeto está vinculado ao ensino, pesquisa e/ou extensão?

O projeto foi aprovado no Programa de apoio a projetos de intervenção metodológica de 2011 (PAPIM) coordenado pela Pró-Reitoria de Ensino da UFPA. Se vincula a ação de ensino, uma vez que se propõem a desenvolver de forma articulada com algumas instituições educacionais ações que estimule a busca de novas metodologias no trato com o conhecimento. Por nos propormos a realização de ações pedagógicas (oficinas temáticas) em instituições como Escolas Públicas, Hospitais, Ongs. E com a comunidade extra-universidade em geral, podemos dizer que o projeto está vinculado também à extensão.



Quais as ações do Projeto no primeiro semestre de 2011 e quais as ações programadas para o 2° semestre deste mesmo ano?

Realizamos no primeiro semestre um processo de planejamento e formação com os dois bolsistas do projeto (Alunos do Curso de Artes dramáticas da UFPA); Desenvolvemos uma oficina no MOPROM com educadoras da Educação Infantil e com as crianças da creche com o tema "brincadeiras da quadra junina"; realizamos uma oficina aberta aos estudantes de licenciatura da UFPA com o tema  “O Popular em cena: música, teatro e literatura” – na intenção de proporcionar aos participantes um mergulho no imaginário amazônico através de indutores visuais, auditivos e memoriais tendo como meio expressivo o corpo e a voz, na oportunidade trabalhamos também noções básicas de técnicas vocais, corporais e teatrais e estimulamos a valorização das tradições populares do mês de junho, lendas e musicas regionais em seus vários aspectos como meio vital de preservação de nossas raízes amazônicas; realizamos um processo de catalogação dos materiais existentes no espaço onde funcionou uma brinquedoteca e que será reestruturado como “Espaço do Brincar” através desse projeto aprovado no PAPIM; realizamos uma mesa com o tema “A dimensão lúdica das práticas corporais na quadra junina” que se destinou a lançar o projeto e a debater a temática junto aos professores e alunos das licenciaturas da UFPA e com o mesmo tema “A dimensão lúdica das práticas corporais na quadra junina” desenvolvemos um trabalho de campo junto aos alunos do curso de Educação Física matriculados na disciplina “Bases Teóricas e Metodológicas do Jogo” no qual eles tiveram a oportunidade de conhecer mais a fundo o evento “Arrastões do Arraial do Pavulagem” e a produzir trabalhos com entrevistas, filmagens e fotografias sobre o tema.

Folder de divulgação da mesa "A dimensão lúdica das práticas corporais na quadra junina” - Junho/2011


No segundo semestre realizaremos a compra dos materiais (confecção) para estruturação e funcionamento do “Espaço do Brincar”. Realizaremos oficinas nas Escolas Municipais Parque Amazônia agendada para a segunda quinzena de setembro e início de outubro e na Escola Municipal Solerno Moreira (ainda a definir a data). Realizaremos em outubro oficina na UFPA com a temática “Círio de Nazaré” e em novembro oficinas com o tema “Processo de criação no ‘Espaço do brincar’” destinada à brinquedistas e aos alunos de licenciatura da UFPA. Em dezembro fecharemos o projeto com a escrita do relatório final e nos dedicaremos à produção de artigos sobre a experiência desenvolvida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário